PRIMEIRA VOLTA – JAC lança J3S e J3 Turin S JetFlex 2014

Fotos: Divulgação

Lançado em marco deste ano, os novos modelos da JAC Motors, J3 S e J3 Turin S, passam a fazer parte da gama da marca Chinesa, que a cada ano trás novidades e atualizações constantes. Isso e muito importante para a marca, que acaba deixando de lado o preconceito do consumidor em relação aos modelos Chineses. O novos J3 chegam com o novo motor flex, o 1.5 16V, com duplo comando de válvulas variável, capaz de entregar 125/127 cv de potência, com gasolina e etanol respectivamente, e torque máximo de 15,4/15,7 kgfm, revelado no J3 S no ano passado. De acordo com a marca, o J3 Turin S faz de 0 a 100 km/h em menos de 9,7 segundos com uma velocidade máxima de 196 km/h.

A nova carroceria deixou os novos J3 e J3 Turin, mais atuais e com linhas mais harmônicas.  Além das significativas mudanças no interior. Por dentro o painel foi modificado e está mais moderno e sofisticado, assim como o novo quadro de instrumentos. De acordo com a marca, os modelos flex vão conviver nas lojas com as versões movidas a gasolina, com motor 1.4, de 108 cv de potência. Dentro do porta-malas do sedan cabem 490 litros.

O preço é um pouco alto para modelos chineses, o J3 S chega por R$ 39.990 e o J3 Turin S sai a R$ 41.690. Mas a justificativa da JAC é que eles vem completos de fábrica e não tem opcionais disponíveis, apenas uma linha de acessórios. De série são oferecidos  freios ABS e airbag duplo (agora obrigatórios no Brasil). direção hidráulica, vidros, travas e retrovisores elétricos, volante multifuncional, ar-condicionado, rádio e sensor de estacionamento. Para quem quiser mais tecnologia a bordo, pode optar pela central multimídia com tela sensível ao toque, que traz DVD, GPS e TV digital, por mais R$ 1 mil.

PRIMEIRA VOLTA

Itaipava/RJ – Visual novo, motor renovado e muita disposição para vender muito carro. Foi assim a apresentação dos novos JAC J3S e J3 Turin S JetFlex 2014 com muita empolgação com a chegada do novo motor flex sem tanquinho. A primeira vista, nenhuma alteração significativa foi percebida na carroceria, apenas a plaquinha indicando que se trata de um modelo flex e com motor 1.5 na tampa traseira.

Vamos ao que interessa, será que o novo motor 1.5, o mesmo usado no J5, só que com a tecnologia Flex deu resultado no conjunto do carro ? Avaliamos a versão Turin que se comportou perfeitamente bem na Serra de Petrópolis, em direção a Itaipava. Pegamos o início da Serra e aí que veio a diversão, o motor enche rapidamente, e em terceira marcha podemos desfrutar toda a potência dos 127 cv (com etanol) despejados nas rodas dianteiras. O motor é mais que suficiente para deixar o motorista bem à vontade para ultrapassagens e acelerações seguras.

Ajuda também a suspensão bem equilibrada, que deixa o carro rodar sobre trilhos em curvas feitas na velocidade permitida. Ele se comportou como um sedan de segmento maior, com muita segurança e disposição para engolir as curvas como nunca. A posição de dirigir é fácil de achar, ele só peca pelos bancos um pouco duros e alguns barulhos no painel que surgiram quando passei por imperfeições na pista. No geral o carro e bem acertado e merece um test-drive na decisão de escolher um sedan entre os concorrentes.