JAC J3 S Turin JET Flex 1.5 VVT 2014

DSCN6351 (800x600)

Por Fernando Gennaro (texto e fotos)

Apresentando no início de 2011, ano em que a JAC Motors começou suas atividades no Brasil, o mercado brasileiro recepcionou muito bem o J3, por ter uma combinação de linhas atraentes e harmoniosas de um modo geral. Recentemente tanto a versão sedan quanto a hatch passaram por um face-lift na dianteira que conta com uma nova grade e para-choque e na versão sedan, avaliada pelo site, que conta com novas lanternas na parte traseira. Para quem vê de relance, percebe logo uma grande semelhança com os modelos da VW. Outra novidade que a marca chinesa trouxe, foi a nova motorização bicombustível, para a versão sedan, no qual anteriormente era disponível somente para a versão hacth.

A motorização foi calibrada em conjunto entre os engenheiros da JAC Motors e da Delphi, tanto na China quando no Brasil. O resultado desta parceria foi à eliminação de um inconveniente: o tanque de gasolina para partida a frio. O motor 1.5 possui 125 cv a gasolina e 127 cv com etanol, ambos a 6000 rpm. Com a nova motorização, o J3 Turin ganhou fôlego e disposição para enfrentar subidas com mais folga e ultrapassagens mais seguras. O carro ficou bem esperto e disposto. Com pneus 185/60 R15, as rodas em liga de alumínio de 15″ o conjunto visual fica completo. A mudança fez bem ao sedan chinês.

Na parte interna o J3 S Turin recebeu diversas alterações e características que deixam claras as intenções da família JET Flex. Tanto o hatch como o sedan ganharam costura do volante, bancos, coifa do cambio e toda a iluminação do painel em cor vermelha, novos pedais e soleiras.

Como já é tradicional na marca os modelos vem completos: com direção hidráulica, ar-condicionado, CD MP3 player com mini-USB, sensor de estacionamento, volante revestido em couro com comandos multi-função e regulagem de altura, porta-revistas, porta-copos, chave canivete com destravamento remoto das portas, alarme antifurto, bancos em Black Fabric com ajuste do apoio de cabeça, tomada de 12 volts, luz de leitura e mais uma boa lista de itens de série.

O conforto do modelo se encontra em sua suspensão dianteira independente, tipo McPherson com molas helicoidais; e suspensão traseira independente, tipo Dual Link também com molas helicoidais. O modelo mostrou muita disposição, com boas acelerações e baixo nível de ruído, mostrando um bom acerto no conjunto motor/câmbio com relações bem escalonadas Além disso, há também a segurança de seus freios ABS com EBD e seu airbag duplo. O modelo avaliado custa R$ 41.990.

CONTINUA NA PÁGINA 2