JAC T8 2.0T 16V 7L

IMG_5276

Por Marcus Lauria (texto e fotos)

O JAC T8 é uma van diferenciada e sem concorrentes no mercado, segundo a própria marca afirma, e não deixa de ser uma verdade. O modelo foi criado para transportar com extremo conforto sete pessoas, ao contrário das vans adaptadas que são vendidas em nosso mercado. E isso foi comprovado durante nosso teste de uma semana.

Avaliamos o modelo em várias situações, tirando o máximo de proveito para ver se ela está pronta para o que veio fazer aqui em nosso país, ou seja, ser destinada a empresas que necessitam de carros grandes para traslados executivos, de acordo com a própria JAC.

Vista por fora, a T8 exibe tem formas imponentes e linhas agradáveis para uma Van. A grade cromada abaixo do capô chama a atenção logo de cara, assim como o enorme logo da JAC cromado em destaque na enorme tampa traseira.

Segundo a montadora Chinesa, O modelo foi adaptado ao mercado nacional, para atender as necessidades locais. A maxivan como é chamada pela marca, atende as principais queixas dos consumidores desse segmento, como a ausência de um veículo que pudesse transportar, por exemplo, quatro pessoas e bagagem. De acordo com esses usuários, os maiores sedãs não comportavam esses serviços, à medida que as três pessoas que viajariam no banco traseiro não encontravam o conforto requerido.

Tal solicitação foi realizada na T8, a Maxivan transporta com conforto até sete passageiros, incluindo o motorista, sem apertos e com o máximo conforto, além de ter espaço suficiente para as bagagens. Com a van lotada, pude perceber que todos a bordo elogiaram o espeço interno e o acabamento. Além disso, o Van se comportou muito bem durante o trajeto percorrido com a lotação máxima.

A JAC T8 tem 5,1 metros de comprimento, 1,84 metro de largura e 1,97 metro de altura, ela é configurada no formato 2+2+3, onde as poltronas da fileira intermediária são individuais, reclináveis, removíveis e giram 360 graus. O modelo é equipado com bancos dianteiros com aquecimento e ajuste elétrico, teto solar, ar-condicionado com controle independente para o compartimento traseiro, luzes individuais de leitura, central multimídia com entrada USB e Bluetooth; entre outros itens. Fica devendo um GPS de série e uma regulagem de profundidade do volante.

O T8 vem com airbag duplo, cintos traseiros laterais de 3 pontos, travamento automático das portas à 15 km/h, sensor de estacionamento traseiro com câmera, portas com barras de proteção lateral, trava central e chave com destravamento remoto das portas, além de alarme antifurto.

Com uma distância entre-eixos de 3,08 metros, o T8 elimina quaisquer problemas quanto à acomodação das pernas de cada passageiro. E o melhor: atrás da última fileira de bancos, com o posicionamento “padrão”, o espaço para bagagem é de 1.310 litros. Se necessário, todos os bancos traseiros podem ser retirados, revelando um espaço de carga maior ainda, com 3.550 litros. Ou 4.800 litros se retirados também os dois centrais.

O T8 ainda tem em seu interior acendedores de cigarro e tomadas 12v de sobra, seis alto-falantes, rádio MP5 com antena externa e 6 porta-copos. Para o motorista tem volante revestido em couro com regulagem de altura, comandos multifunção e direção hidráulica. Além disso, oferece ainda abertura interna da tampa do tanque de combustível, retrovisores com acionamento elétrico e repetidor de seta, vidros elétricos, faróis com regulagem elétrica de altura, desembaçador traseiro, retrovisor interno antiofuscante, limpador traseiro com temporizador e quebra-sol com espelho de cortesia.

Sob o capô, um motor de 2 litros, com 16 válvulas e turbocompressor, assistido por intercooler, que rende suficientes 175 cv a apenas 5.400 rpm, com o torque máximo de 260 Nm mantendo-se constante de 2.000 a 4.000 rpm. Ele trabalha em conjunto com um câmbio manual de seis velocidades, não tem a opção de câmbio automático ainda e nem um motor diesel. Sua velocidade máxima é limitada a 165 Km/h e possui um tanque para 80 litros de gasolina para proporcionar mais autonomia.

A suspensão dianteira possui com triângulos inferiores e superiores. Na traseira, que recebe o diferencial – a tração da T8 é nas rodas de trás –, a suspensão é constituída por um eixo rígido. Ambas contam com molas helicoidais progressivas e barras estabilizadoras. As rodas de 17” são em liga de alumínio com pneus 225/60 e os freios tanto dianteiros como traseiros são a disco ventilado com ABS e EBD.

Na hora de dirigir, a T8 se mostra fácil de guiar. Subir nela é fácil e rápido, após sentar no banco do motorista fui logo regulando o banco elétrico e o volante. Faltou mesmo para ficar perfeito a regulagem de profundidade do volante para ficar ainda mais fácil de dirigir a enorme van. Ligo a ignição e dou a partida no motor 2.0 turbo. Logo ao sair já sinto que ela é fácil de manobrar, não foi difícil passar tirar do local em que ela se encontrava para retirar da concessionária.

Já no trajeto para uma curta viagem até Petrópolis, cidade serrada do Rio de Janeiro, pude acelerar bem a T8, o propulsor 2.0 com 16 válvulas e turbocompressor, assistido por intercooler, são satisfatórios para empurrar a van sem cansar o motor. Ela faz curva como um carro de passeio e o único barulho que escutamos no interior foi do turbo enchendo nas acelerações. A T8 atende as necessidades de quem precisa de uma van para o transporte de passageiros e tem todos os requisitos necessários para o trabalho para qual foi designada.

CONTINUA NA PÁGINA 2