Volkswagen aumenta em 52% sua participação em países da América Latina

A Volkswagen registrou um aumento de 52% na participação de mercado em países da América Latina no primeiro trimestre de 2017 (3,2% de market share), em comparação com o mesmo período de 2016 (2,1%). A região, denominada internamente de LAM, engloba 26 países, com exceção de Brasil, México e Argentina. Em números absolutos, a marca aumentou em 54% suas vendas na região, partindo de 5.310 unidades no primeiro trimestre de 2016 para 8.173 unidades nos três primeiros meses de 2017.

“Com a criação da estrutura regional América do Sul, ganhamos maior autonomia em nossas decisões e tornamos nossos processos mais ágeis, o que fez com que ficássemos mais próximos a esses mercados, entendendo suas necessidades. A maior sinergia, aliada à oferta de produtos competitivos, tem garantido resultados bastante positivos e que certamente ainda renderão outros frutos”, diz o Presidente e CEO da Volkswagen do Brasil e América do Sul (SAM), David Powels.

Os mercados com maior participação da Volkswagen são Colômbia, Chile e Uruguai: neste último país, a marca também foi líder de vendas em 2016.  Além deles, fazem parte do bloco Bolívia, Equador, Paraguai, Peru e países da América Central e Caribe.

“Há um potencial enorme a ser explorado nesses países. Por isso, nossa estratégia é intensificar esforços para aumentar nossa participação onde já estamos presentes e também abrir novos mercados”, afirma Thomas Owsianski, vice-presidente de Vendas e Marketing da Volkswagen para a região América do Sul (SAM).

O modelo da Volkswagen mais vendido na região LAM é o Gol, seguido pelo Voyage e o up!, produzidos no Brasil.

Fonte: Volkswagen do Brasil – Assuntos Corporativos e Relações com a Imprensa