Novo Polo será equipado com quatro airbags de série em todas as versões

Construído sob a Estratégia Modular MQB, o Volkswagen Novo Polo vai elevar os parâmetros de tecnologia e segurança em seu segmento, oferecendo recursos até então disponíveis apenas em veículos de classes superiores.

Ao longo do tempo e com a adição de novas tecnologias os automóveis têm ficado maiores. Essa tendência trouxe expressivos ganhos em segurança, conforto, conveniência e espaço para passageiros e bagagens. Por outro lado, o ganho de peso poderia impactar no consumo de combustível pelo veículo.

Entre os vários fatores que influenciam no consumo de combustível de um carro, o peso responde por aproximadamente 25% – ou seja, ¼ do total. Qualquer redução no peso do automóvel, portanto, significa diminuição também no gasto de combustível.

Com a Estratégia Modular MQB, a Volkswagen consegue reduzir o peso total do veículo ao mesmo tempo em que constrói o Novo Polo de forma a fazê-lo um dos modelos mais seguros de seu segmento. Mais do que isso: a MQB garante elevado conforto de rodagem e grande desempenho dinâmico.

O Novo Polo será equipado de série, em todas as versões, com quatro airbags – dois dianteiros e dois laterais. De grandes dimensões, as bolsas laterais protegem para cabeça e tórax e restringem o movimento do corpo durante um impacto, elevando significativamente a segurança dos ocupantes.

Airbags fazem parte do pacote de Segurança Passiva que foi adotado para o Novo Polo. Combinados aos cintos de segurança, têm o objetivo de reduzir lesões de cabeça e peito nos ocupantes, em caso de um acidente. Quando os sensores de colisão detectam um impactam que excede o valor estabelecido para deflagrar as bolsas, a unidade de controle dos airbags então dispara o gerador de gás. Esse item infla as bolsas em de 35 a 45 milissegundos

As bolsas, infladas, amparam cabeça e tórax, distribuindo e absorvendo as forças por toda sua área da melhor forma possível. Apenas 120 milissegundos mais tarde, o gás que inflou as bolsas é expelido e o airbag desinfla.

A proteção adequada é atingida quando os ocupantes estão com os bancos na posição correta usando o cinto de segurança – os tensionadores dos cintos de segurança, equipamento também de série em todos os modelos Volkswagen com airbags, trabalham em conjunto.

A Estratégia Modular MQB é responsável pela expressiva redução de peso do Novo Polo. Isso é obtido por meio da combinação de fatores, entre eles – aplicação de novos meios de construção, uso de materiais de baixo peso e downsizing de motores (que também têm seu peso reduzido graças à aplicação de alumínio).

A combinação de baixo peso e segurança elevada só é possível com a adoção de tecnologias inovadoras de fabricação. A estrutura da carroceria do Novo Polo é formada por aços de ultra-alta e de alta resistência nas áreas de alta carga.

A estrutura do assoalho, na Ettratégia Modular MQB, possui alta aplicação de aços de alta resistência. Uma grande parte é composta por aço conformado a quente, extremamente forte – cerca de quatro vezes mais forte que uma chapa de aço convencional – colabora para reduzir o peso do veículo, ao mesmo tempo em que melhora o desempenho do veículo em testes de colisão.

No interior – nos bancos dianteiros e traseiro, sistemas de fixação do painel e do ar-condicionado – há reduções significativas de peso. Componentes elétricos têm melhorias específicas na Estratégia Modular MQB e ficaram mais leves também.

Seleção inteligente de material e construção melhorada colaboram para reduzir peso na área de chassi, como molas e amortecedores. A redução nesse campo traz como benefício a melhora na dirigibilidade e conforto, por causa da redução de massas em movimento.

Reforços adicionais, nas partes superior e inferior das portas, por exemplo, aumentam a segurança passiva – especialmente no caso de colisões laterais.

A coluna de direção deformável contribui adicionalmente para a segurança, reduzindo ainda mais o risco de ferimentos para o motorista.

A estrutura especialmente rígida permite ao Novo Polo atingir níveis de conforto de veículos de classes superiores, em termos de acústica e vibração. Ele utiliza um sistema de coxinização do tipo pendular, o que proporciona uma excelente isolação de ruído e vibração. A maior parte dos componentes é feita de liga de alumínio, o que oferece alta resistência e colabora para redução de peso do veículo.

A Estratégia Modular MQB também permite ao Novo Polo estabelecer novos padrões em sua classe com elevada rigidez torcional estática – o que beneficia diretamente o conforto e a dirigibilidade do carro. Em paralelo, a rigidez dinâmica do Novo Polo é também excelente, o que traz benefícios em acústica, vibrações e conforto de rodagem.

O Novo Polo será equipado de série com sistemas ISOFIX® e top-tether para fixação de dispositivos de retenção infantis (cadeirinhas).

Além disso, o indicador de status do cinto de segurança no visor multifunções informa se o condutor e o passageiro do banco dianteiro estão com os cintos de segurança afivelados. Há também um lembrete sonoro de afivelar os cintos de segurança para os assentos dianteiros. No banco traseiro os cintos são retráteis e há três apoios de cabeça para os ocupantes.

O ESC inclui o Sistema de monitoramento de pressão dos pneus, que colabora para maior segurança. O recurso funciona por meio dos sensores de velocidade de roda do ABS e detecta quando a pressão dos pneus cai porque a velocidade daquela roda é alterada, passando a girar mais rapidamente em relação à velocidade do carro. O sistema verifica os pneus constantemente. Manter a pressão correta também ajuda os pneus a durarem mais e reduz o consumo de combustível.

Outro recurso é o GMA (Giermomentaufbauverzögerung ou Controle do Momento de Giro), que diminui a possibilidade de giro do veículo em piso com diferentes níveis de atrito. O sistema também proporciona diferentes forças de frenagem no momento da desaceleração até que a rotação das rodas seja equalizada.

Suspensões exigem calibrações específicas para a região na qual o veículo será produzido e comercializado. O Novo Polo terá configuração dianteira independente tipo McPherson e interdependente na traseira, com eixo de torção. Os pneus “verdes” colaboram para a redução de combustível.

Fonte: Volkswagen do Brasil – Assuntos Corporativos e Relações com a Imprensa