Venda mensal de importados ainda se mantém em queda

As dezessete marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, com licenciamento de 23.813 unidades, anotaram nos primeiros dez meses do ano baixa de 20,3% ante igual período de 2016, quando foram vendidas 29.866 unidades.

No comparativo mensal, outubro de 2017 ainda registra queda de 1% em relação a igual período de 2016. Foram comercializadas 2.612 unidades contra 2.639 licenciamentos em outubro do ano passado. O desempenho de vendas no mês de outubro, porém, significou alta de 9,8%, comparado ao mês imediatamente anterior. Foram 2.612 unidades contra 2.379 unidades em setembro último.

“A menos de 60 dias do fim do Inovar-Auto, é um alento para o setor de veículos importados, que poderá vislumbrar a possibilidade de retomar suas vendas, sem os 30 pontos percentuais do IPI e sem a cota-limite de 4.800 unidades/ano. Chegamos ao auge de 199 mil veículos licenciados em 2011, caímos para 35 mil no ano passado e nossa previsão é fechar o ano com 27 mil unidades. Agora, em 2018, podemos chegar a 40 mil unidades”, explica José Luiz Gandini, presidente da Abeifa.

Gandini voltou a reafirmar que, com o fim do programa Inovar-Auto no dia 31 de dezembro e a instituição do programa Rota 2030 a partir de 1º de janeiro de 2018, os preços de veículos importados não vão cair. “Ao contrário, uma vez habilitadas ao Rota 2030, empresas que não conseguirem cumprir metas a serem estabelecidas pela nova política industrial poderão ter seus produtos com preços majorados”.

Participações – Em outubro último, com 4.441 unidades licenciadas (importados + produção nacional), a participação das associadas à Abeifa foi de 2,26% do mercado total de autos e comerciais leves (196.635 unidades). No acumulado, o market share foi de 2,19% (38.712 unidades, do total de 1.770.513 unidades).

Se for considerado o total de veículos importados, ou seja aqueles trazidos também pelas montadoras, as associadas à Abeifa responderam, em outubro, por 12,74% (2.612 unidades, do total de 20.500 unidades importadas). No acumulado, 12,35% (23.813unidades, do total de 192.836 veículos importados).

Produção local – Entre as associadas à Abeifa, que também têm produção nacional, BMW, Chery, Land Rover, Mini e Suzuki fecharam o mês de outubro com 1.829 unidades emplacadas, total que representou aumento de 8,8% em relação ao mês anterior. Comparado a outubro de 2016, o aumento de 77,1%, quando foram emplacadas 1.033 unidades nacionais. Enquanto, no acumulado, as cinco associadas à Abeifa totalizaram 14.899 unidades emplacadas, alta de 53,6% ante as 9.702 unidades.

Fonte: Textofinal de Comunicação Integrada