Peugeot 3008 1.6 THP Griffe Aut. 2018

*Colaborou Marcelo Silva / Fotos: Marcus Lauria

Ele era um Crossover, aquele estilo de carro que não se decidiu entre ser uma coisa ou outra. No caso do 3008, sua indecisão ficava entre ser minivan ou entre ser SUV. Com o lançamento da nova geração, essa dúvida ficou para trás, e o 3008 assumiu de vez o estilo SUV, para a nossa alegria.

Montado sobre a moderna plataforma EMP2, o carro vem para surfar na onda dos SUVs da moda, e chega recheado de tecnologia pelo preço de R$ 135.900. Nessa faixa de preço, o carro tende a chamar a atenção de compradores de Audi Q3, Hyundai New Tucson, Kia Sportage, VW Tiguan ou até mesmo os Jeep Compass mais caros.

O carro será vendido no Brasil apenas na versão Griffe, equipado com rodas aro 19, teto solar panorâmico, ar-condicionado de duas zonas, cluster configurável em tela de LCD com 12,3”, central multimídia com tela de 8” e faróis de LED.

E se os itens citados acima não são suficientes para cativar o público dos SUVs, o carro traz ainda mimos como bancos elétricos com sistema de massagem, iluminação personalizada do ambiente, carregador de celular por indução e, para os primeiros 30 compradores, o carro traz um patinete elétrico chamado de e-Kick.

Na parte mecânica, o 3008 traz o consagrado motor Prince THP 1.6 16V Turbo, que rende 165 cv de potência e 24 kgfm de torque, combinado à transmissão automática de seis velocidades. Ao contrário da tendência Flex, o carro bebe apenas Gasolina, e peca ao trazer opção apenas de tração dianteira, ainda que seja um SUV voltado apenas para as aventuras urbanas.

Rodando na cidade e em velocidade de cruzeiro, impressiona o isolamento acústico do carro e seu conforto interno, que ganha um importante reforço dos bancos com sistema de massagem, tornando o 3008 um ótimo companheiro para longos percursos, seja em engarrafamento pesado ou grandes viagens. Dentro do carro há espaço suficiente para 5 adultos, enquanto o porta-malas leva bons 520 litros, mérito da distância generosa de 2,67 m entre os eixos.

Seu motor 1.6 turbo tem um casamento exemplar com a transmissão automática EAT6 de 6 velocidades, e parece não sentir os 1.567 kg do carro. Há possibilidade de trocas manuais por aletas atrás do volante, e o carro até te instiga a isso com sua ótima dinâmica em curvas, mas o câmbio posicionado em D faz tudo da forma correta.

A rolagem da carroceria é quase inexistente em uma tocada mais forte, e os pneus 235/50 R19 copiam o asfalto de forma competente. Seus freios atuam bem, com um feeling de pedal excelente e sem sustos.

No geral, o Peugeot 3008 vem bem equipado para lidar com a concorrência, mas é uma pena que tenham sido deixados de lado itens como Controle de Cruzeiro Adaptativo (ACC), frenagem automática e porta-malas com acionamento automático, presentes no 3008 europeu e que dariam ao carro um bom diferencial em nosso mercado.