Umicore explica tecnologia do Catalisador de Redução Seletiva Corrugado

Utilizado em motores diesel e responsável por transformar o NOx em nitrogênio e água, o Catalisador de Redução Seletiva (SCR) é um dos sistemas mais avançados na conversão de gases nocivos em vapores inofensivos à saúde. De acordo com a Umicore, especialista em tecnologias contra emissões tóxicas, o componente também é essencial para que os veículos se adequem ao sistema Euro 6.

“A próxima legislação de emissões – Proconve P8/Euro 6 –, que deve entrar em vigor em 2023, terá limites de emissões mais rígidos para os veículos diesel. Por isso, a tecnologia dos sistemas de emissões deve ser baseada na ação conjunta de três tipos de catalisadores, inclusive do SCR”, comenta Miguel Zoca, gerente de Aplicação do Produto da Umicore.

Os catalisadores SCR podem ser produzidos com substratos cerâmico e corrugado, sendo o último uma solução bastante eficiente para os veículos pesados. “A peça é composta por uma folha flexível, ativa e resistente à alta temperatura, que é plissada e enrolada, formando canais para passagem dos gases de exaustão. Isso viabiliza a otimização de material catalítico internamente revestido, gerando maior atividade. Além disso, a menor densidade volumétrica da peça propicia um aquecimento mais rápido, resultando em um light-off acelerado”, explica o especialista da Umicore.

Mais um destaque é que o corrugado conta com um sistema morfológico trimodal, com micro, meso e macro poros, fazendo com que os gases tóxicos atinjam com mais facilidade as camadas catalíticas, o que contribui para uma conversão mais eficiente.

Desde 2017, com a aquisição das unidades de catalisadores da Haldor Topsoe globalmente, a Umicore passou a contar com a expertise e produção desse tipo de componente no Brasil. “Sabemos da demanda das montadoras pela nacionalização de componentes e esse é um diferencial da Umicore. Disponibilizamos no País toda a tecnologia necessária para que nossos clientes cumpram a norma que está por vir, na qual os motores devem utilizar em conjunto o catalisador SCR, o catalisador de oxidação diesel (DOC) e o filtro de partículas para motores diesel (cDPF)”,

Como funciona?

O SCR age convertendo os óxidos de nitrogênio (NOx) emitidos pelos motores diesel em nitrogênio, que representa 75% do ar que respiramos. Entretanto, para que essa reação seja possível, é necessária a presença de amônia (NH3), formada a partir de uma solução aquosa de ureia (ARLA 32) injetada antes do sistema. O resultado é a redução de até 95% das emissões de NOx.

Fonte: Printer Press Comunicação Corporativa