PRIMEIRA VOLTA – Honda Civic Si 1.5 Turbo 2018

Por Marcus Lauria (texto e fotos)

ESPORTIVIDADE NIPÔNICA

Para quem curte carros esportivos e gosta de sentir emoções ao fazer curvas mais ousadas ou mesmo acelerar forte, está aí uma chance para os entusiastas desse segmento.  A Honda já vende o novo Civic Si no Brasil que chega com um motor forte e o melhor de tudo, com câmbio manual.

Sei que tem aqueles que não curtem esse tipo de câmbio e preferem a comodidade dos modelos automáticos, mas esportivo que se preze tem que vir com câmbio manual e de preferência com engates precisos e bem escalonados. E a Honda usou essa fórmula no novo Si, o esportivo chega com transmissão manual de seis velocidades que proporcionam muita autonomia ao “piloto”, deixando o controle todo na mão com o máximo de emoção e sensações inesquecíveis para quem dirige o Si.

Vendido no Brasil na versão cupê de duas portas, o Civic Si chega importado do Canadá e traz soluções voltadas para a performance, como suspensão adaptativa com dois modos de operação, direção direta com relação variável, freios, rodas e pneus focados em performance, bem como interior e design que trazem toda a raiz da marca, o modelo também marca a chegada da tecnologia de turbo e injeção direta para a sigla.

POTÊNCIA SOB CONTROLE

O motor é um moderno 1.5 turbo, com injeção direta, duplo comando de válvulas variáveis no cabeçote (Dual VTC) e quatro cilindros. O motor traz potência máxima de 208 cv aos 5.700 rpm e o torque de 26,5 kgf.m aparece aos 2.100 rpm, e é mantido em 70% da faixa de rotação do motor.

O Civic Si é significativamente mais leve que a antiga geração e traz carroceria mais rígida, essas melhorias incluem a direção elétrica adaptativa de duplo pinhão com relação variável, suspensão com acerto esportivo, amortecedores adaptativos e diferencial com deslizamento limitado. O Si traz ainda discos de freio de 12,3 polegadas na dianteira e largos pneus 235/40 R18.

Em complemento aos amortecedores adaptativos, a suspensão recebeu ainda molas mais firmes, barras estabilizadoras mais rígidas (30% a mais na dianteira e 60% a mais na traseira), buchas sólidas na dianteira e traseira, além de braços de controle ultra rígidos na traseira, oriundos do Civic Type R.

DINÂMICA É A CHAVE DO PRAZER AO DIRIGIR

Inédito o esportivo o Civic Si traz um aprimoramento de condução, que aumenta a dinâmica na utilização esportiva e, também, permite conforto no uso diário. Por meio da tecla Sport, localizada no console central, o condutor pode escolher entre dois ajustes de rodagem, que alteram parâmetros de suspensão, acelerador e assistência de direção. No modo conforto, amortecedores operam de forma mais suave, a assistência da direção é aprimorada e o acelerador opera de forma menos direta, permitindo uma condução mais suave.

Com o modo Sport acionado, os amortecedores trabalham com mais carga, enquanto a resposta de acelerador fica mais direta e a direção, por sua vez, tem a sua assistência reduzida, tornando a conexão do condutor ainda mais visceral e intensa.

Com visual esportivo, o Civic Si tem uma carroceria cupê que chama a atenção por onde passa, o esportivo nipônico traz uma dianteira agressiva com grade frontal preta e largas tomadas de ar. O modelo vendido no Brasil traz uma exclusividade, que é a adoção dos faróis full LED. Além de belas rodas de liga leve de 18 polegadas, com dez raios e acabamento em dois tons, usam pneus de 235 mm, largos, de perfil baixo (235/40).

Visto de traseira, o Si se destaca pelo grande aerofólio e os novos elementos como a barra de LED horizontal que acompanha toda extensão da traseira e escapamento central com formato poligonal e acabamento cromado.

Por dentro o Civis Si exala esportividade, o cupê oriental traz bancos dianteiros em formato de concha, com costuras vermelhas e logotipos da versão. A costura vermelha dos bancos é replicada nas portas, volante e na coifa do câmbio, com alavanca em alumínio. Outros detalhes do interior são a iluminação vermelha do painel em TFT e dos comandos internos, os pedais em alumínio e o friso do painel de instrumentos com acabamento Dry Metal Carbon.

Além disso, o modelo é recheado de tecnologia e conforto visando sempre a segurança dos ocupantes, tais como: Freio de estacionamento eletrônico; Travamento das portas por distância; Ar condicionado digital de duas zonas e Sensor de chuva. Além dos quase que obrigatórios em um modelo completo o sistema multimídia de sete polegadas sensível ao toque, que controla todas as funções de áudio e é integrada aos sistemas Apple CarPlay e Android Auto, proporcionando uma conexão fácil do smartphone ao automóvel. O Si traz ainda sistema de áudio de 450 watts, com 10 auto-falantes. O modelo possui ainda sistema ABS, com distribuição eletrônica de frenagem, o VSA (controle de tração e estabilidade), além do Agile Handling Assist garantem dirigibilidade máxima em diversas situações.

O Civic Si é comercializado no Brasil em versão única, cupê de duas portas, com quatro opções de cores: White Orchid Pearl, Crystal Black Pearl, Brilliant Sporty Blue Metallic e Rallye Red. O modelo tem três anos de garantia, sem limite de quilometragem e está disponível em todas concessionárias Honda. O Si chega em versão única por R$ 162.900,00.

PRIMEIRA VOLTA

Rio de Janeiro/RJ – Em um percurso curto de aproximadamente 70 km, pude conhecer melhor o Honda Civic Si 2018. O esportivo japonês que chega impostado do Canadá está maior (o entre-eixos), mais leve (4 kg em relação a geração anterior) e com um chassi 25% mais rígido. Mas é andando com ele que percebemos as melhorias em relação a geração anterior.

Com a chave presencial no bolso, basta pisar na embreagem e apertar o botão de Start ao lado do volante e já sentir que o motor pede para acelerar forte, o ronco tímido, mais latente chama a tenção e dá a sensação de potência logo na primeira impressão. Logo na primeira arrancada já deu apara sentir para que o Si veio, e não foi a passeio, o esportivo é forte e oferece muita diversão com o seu motor 1.5 Turbo de 208 cv de potência a 5.700 rpm.

Em conjunto está o excelente câmbio manual de 6 velocidades, que teme engates precisos e curtos, como deve ser em um esportivo, o volante pequeno e de ótima empunhadura e o banco em formato de concha finalizam a receita de dirigir um carro desse segmento. No aterro do Flamengo, onde existem retas e curvas boas o suficiente para darmos aquela esticada o Civic Si pode ser avaliado com louvor, ali ele se mostrou estável, confiável e veloz, claro que sempre respeitando a velocidade da via. Enfim o Si cumpre o seu dever com muita maestria, porém peca no preço, as 60 unidades destinadas ao País, devem vender rápido o que o torna uma versão bem exclusiva em nosso mercado.

*Evento à convite da Honda do Brasil