PRIMEIRA VOLTA – Porsche Cayenne 3.0 V6 TDI 2018

Por Marcus Lauria (texto e fotos)

A Porsche Brasil apresentou em agosto desse ano a terceira geração do seu Porsche Cayenne, equipado com novos motores e chassi, além de um conceito de operação inovador e de maior conectividade. O design também foi aprimorado, seguindo o DNA da empresa alemã.

E esse mês tivemos a oportunidade de andar na versão de entrada do SUV alemão à convite da Sttutgart Porsche do Brasil aqui no Rio de Janeiro. A versão avaliada parte de R$ 423.000,00 e vem bem completa, enquanto que o Cayenne S tem preço inicial em R$ 523.000,00, já o Cayenne Turbo pode ser adquirido por R$ 733.000,00.

A versão avaliada por mais ou menos 4 horas rodando pelas ruas da Barra/Recreio e São Conrado possui motor turbo de seis cilindros em V com 3 litros e 340 cv de potência e um torque de 450 Nm. Para comparar com as outras citadas acima a S tem um V6 2.9 biturbo com 440 cv e 550 Nm de torque e a Turbo tem potência de 550 cv, superando o motor de seu antecessor em 30 cv, enquanto o torque máximo de 770 Nm representa um aumento de 20 Nm. O propulsor trabalha em conjunto com o excelente câmbio tiptronic de 8 velocidades, com escalonamento imperceptível e com trocas suaves.

De acordo com a marca, o Cayenne acelera de zero a 100 km/h em 6,2 segundos (em 5,9 segundos com o pacote Sport Chrono). A velocidade máxima é de 245 km/h. A tração é ativa nas quatro rodas em todas as versões, o que garante mais estabilidade e segurança para todos a bordo. O novo Cayenne possui sistemas ativos de chassi, que são analisados e sincronizados pelo Porsche 4D Chassis Control. Esse sistema trabalha em tempo real otimizando continuamente o comportamento de pilotagem.

Assim como no 911 e Panamera, o Cayenne pode ser agora equipado com o eixo traseiro direcional. Ele melhora a agilidade nas curvas e a estabilidade nas mudanças de faixa com velocidades mais altas. Além disso, o diâmetro de giro reduzido facilita o manuseio do carro no dia a dia.

Com um visual mais imponente, o novo Cayenne possui possuem entradas de ar maiores na dianteira em virtude do aumento de potência nos motores; as lanternas de canto horizontais conferem ao SUV um visual mais largo e mais atlético. O SUV ficou 63 milímetros maior em comprimento comparado ao modelo anterior, mas mantém a mesma distância entre eixos (2.895 milímetros). Em altura, são nove milímetros a menos, enquanto que o porta-malas é de 770 litros – um aumento de 100 litros.

A versão avaliada conta com rodas de 20 polegada em sua configuração padrão para o mercado Brasileiro. Entre as lanternas traseiras, o Cayenne possui um novo design tridimensional das luzes, e a faixa luminosa contínua de LED estende-se à inscrição Porsche. Nos faróis, um novo conceito de iluminação em três níveis: cada Cayenne é equipado de série com faróis de LED. Além destes, no nível seguinte de expansão é disponibilizado para escolha o Porsche Dynamic Light System (PDLS), que possui diferentes modos de iluminação, tais como luz de curva e luz para autoestrada. O sistema mais sofisticado é o novo farol principal de LED Matrix com PDLS Plus. 84 diodos luminosos, controláveis individualmente e que possibilitam distribuição e intensidade totalmente variáveis da luz.

No Cayenne também é possível ter uma interação entre motorista e o carro através do Porsche Advanced Cockpit, sistema esse integrado em um ambiente esportivo luxuoso. O elemento central do novo conceito de display e de operação da Porsche – que foi introduzido no ano passado com o novo Panamera -, é a nova tela touch Full HD de 12,3 polegadas da última geração do Porsche Communication Management (PCM). Aqui, inúmeras funções digitais podem ser operadas de modo intuitivo e também por comando de voz. Outras teclas são integradas harmonicamente na superfície touch vitrificada, semelhante à de um smartphone, emitindo uma resposta sonora e tátil adicional quando operados.

Por dentro do Cayenne o motorista motorista enxerga um tacômetro analógico centralizado. Este é ladeado por dois displays Full HD de sete polegadas, que exibem todos os demais dados de direção relevantes e informações personalizadas que podem ser selecionadas através do volante multifuncional. Os sistemas de assistência mais importantes incluem um assistente de visão noturna com câmera termográfica, um assistente para ponto cego, um de controle de troca de pista com reconhecimento de sinalizações de trânsito, e o Park Assistent com Surround View.

PRIMEIRA VOLTA 

Rio de Janeiro/RJ – Na data e horário marcado esta eu lá na concessionária da Sttutgart da Porsche, aqui no Rio para andar no Cayenne V6, versão de entrada do SUV mais vendido da marca Alemã. Já tive a experiência de andar em um Caynne S em 2011, mas nada melhor do que dirigir uma nova geração e ver a evolução do modelo.

Com a chave presencial no bolso, viro uma chave fixa localizada no lado esquerdo do volante, como nos modelos 911, tradição da marca. Ajusto banco e espelhos e o volante, após me sentir seguro para dirigir, engato a marcha na posição “D” do câmbio automático de 8 marchas e dou início ao teste. Saiu devagar, por causa do trânsito na Avenida das Américas na altura do Recreio dos Bandeirantes e já começo a acelerar no limite da via, que naquela região era de 80 Km/h.

O motor turbo de seis cilindros em V com 3 litros e 340 cv de potência e um torque de 450 Nm deixa o Cayenne bem à vontade para acelerar forte e realizar ultrapassagens sem medo de ser feliz, apesar do peso de 1.985 kg o torque alto transforma qualquer dúvida em certeza. A tecla “S” faz a diferença e transforma o motor V6 em um voraz devorador de asfalto. O câmbio tiptronic bem escalonado não deixa dúvidas que o conjunto mecânico é de qualidade.

Por dentro o primoroso acabamento é visto por todas as partes, nos bancos com ajustes elétricos, nas laterais das portas e no tablier, lá você encontra muito couro de qualidade e bem acolchoado, dando uma sensação de tranquilidade e luxo para quem está dentro dele, tanto para quem vai na frente como quem vai atrás. O Porsche Cayenne é um carro caro, mas que faz juz ao nome que carrega e a tecnologia que oferece.

*FICHA TÉCNICA:

Motor: 6 cilindros em V 3.0L turbo com 340 cv

Torque: 450 Nm @ 1.340 – 5.000 rpm

Câmbio: Tiptronic S de 8 velocidades

0-100 Km/h: 6,2 s

Vmax: 245 km/h

Peso: 1.985 kg

Pneus: 275/45 R20 (frente) | 305/40 R20 (atrás)

Volume do porta malas: 770 L

Comprimento: 4.918 mm

Largura (c/espelhos): 2.914 mm

Altura: 1.696 mm

*Dados do fabricante