Land Rover Range Rover Sport 4.4 SDV8 4WD

IMG_4274

Por Marcelo Silva – Fotos: Marcus Lauria

LAMEIRO DE LUXO

Dois turbos, oito cilindros em V e 4,4 litros. Eis um monstro que, alimentado com diesel, despeja no asfalto 339 cv de potência e 75,5 kgfm através das quatro rodas. Esta usina de força é suficiente para o SUV de 2,4 toneladas acelerar de 0-100 km/h em 6,9 segundos, com o câmbio ZF de oito velocidades administrando a força, que chega em sua totalidade a 1.750 rpm no caso do torque e 3.500 rpm no caso da potência. Superlativo.

Tive que começar esta análise pelo motor. Não que o carro seja menos impressionante que esta obra-prima que o impulsiona, afinal o Land Rover Range Rover Sport é deslumbrante em vários aspectos, caso da estrutura totalmente feita em alumínio, por exemplo. Voltando ao V8 4.4, este motor diesel já equipava as versões topo de linha do Range Rover aqui no Brasil, e passa a equipar a versão Sport na linha 2016. Este motor representa um ganho de 33 cv de potência e 5 kgfm de torque a mais que o motor 3.0 V6 turbinado.

Como de costume, o sistema de tração deste carro é altamente refinado, embora poucos donos tenham coragem de colocar R$ 519.000 em uma trilha off-road. Sua suspensão pneumática ajusta sua altura de rodagem conforme necessário ou sob comando do motorista, e o sistema Adaptive Dynamics monitora o piso 500 vezes por segundo para garantir o máximo de controle em qualquer situação de terreno. E para trilhas mais pesadas, basta selecionar uma das opções do Terrain Response 2 para escapar de lama, neve, areia ou qualquer intempérie do tipo.

OPCIONAIS A TODA PROVA

Mas nem só de atributos dinâmicos vive um SUV de luxo. A versão avaliada do Range Rover Sport trazia uma série de opcionais, entre eles os bancos climatizados na frente e atrás (R$ 8.800) com sistema de massagem na dianteira (R$ 6.600), central multimídia dianteira com imagem diferente para motorista e passageiro (dual view por R$ 3.200), sistema de entretenimento traseiro com tela de 10,2” (R$ 3.200), sistema de áudio Meridian de 825W (R$ 9.500), entre outros itens de puro luxo e conforto.

O conforto dos passageiros é de alto nível e ambos os bancos dianteiros contam com regulagem elétrica. A posição de dirigir ideal é achada sem dificuldades, e embora o carro tenha dimensões avantajadas (4,85 m de comprimento, 2,07 m de largura e 2,92 m entre os eixos), manobrar o Range Rover não é tarefa das mais complicadas, graças aos sensores de estacionamento por todo o carro, à câmera de ré e ao bom ângulo de giro das rodas. Além disso, os retrovisores são grandes e a visibilidade é ótima para todos os lados.

Na cidade o Range Rover Sport é um imã de olhares, mas além disso, é um carro que te permite rodar ignorando completamente as irregularidades do asfalto e os ruídos do caos urbano. O isolamento acústico do carro é sensacional, e sua solidez somada à eficácia da suspensão pneumática faz com que lombadas sejam sentidas pelos ocupantes como se fossem meras mangueiras atravessadas na via. Quanto ao desempenho, o câmbio de 8 velocidades sobe as marchas rapidamente e com suavidade, e o motor V8 ronrona a rotações bem baixas, resultando em um consumo urbano de 8,5 km/l.

SUPERLATIVO EM TODOS OS ASPECTOS

Em uso rodoviário o Range Rover Sport volta a surpreender com a suavidade de rodagem e rapidez de respostas do motor. As acelerações e retomadas são convincentes e a sensação de velocidade dentro do carro é sempre menor do que a velocidade real, o que requer atenção extra com os radares. Seus freios possuem uma resposta excelente e as suspensões com braços de alumínio fazem o carro desafiar a física nas curvas, com mínima rolagem de carroceria e comportamento dinâmico exemplar. Há ainda um sistema de vetorização do torque que freia as rodas internas e acelera as rodas externas à curva conforme necessário, para neutralizar a tendência do SUV. Quanto ao consumo, o carro fez 12,5 km/l de média.

E no fora de estrada, é impressionante como o SUV tem capacidade para encarar terrenos difíceis. Respeitando-se o longo entre-eixos e os ângulos de entrada e saída, o carro tem força e tecnologia para se livrar de lamaçais e trechos de areia fofa com desenvoltura, mesmo usando largos pneus 275/45 R21 que não são destinados para o uso off road.

No geral, temos que repetir o termo usado no primeiro parágrafo. O Range Rover Sport HSE SDV8 é um carro superlativo, em todos os aspectos. De fato, seu preço é muito elevado, R$ 519.000 fora os opcionais, o que torna este carro um modelo para poucos. Quem busca um SUV nessa faixa de preço e com esse nível de refinamento, pode buscar em outras marcas um alento, mas o Range Rover entrega tudo o que se espera quando se assina um cheque de meio milhão de reais, e carrega todo o charme que fez a fama dos Range Rover ao longo dos tempos.