Sistema de freio exige troca regular do fluido

A qualidade do fluido é crucial para o funcionamento do sistema de freio. Ao longo do tempo o óleo pode absorver água, levando o produto a ponto de ebulição mais rapidamente. Isso pode gerar bolhas de vapor e falha parcial ou até mesmo completa do sistema de freio. Especialistas da ZF Aftermarket recomendam que os mecânicos aumentem a conscientização sobre este assunto e incentivem seus clientes a trocarem o fluido regularmente. Os fabricantes de veículos recomendam a substituição do fluido de freio entre 12 e 24 meses, mas é muito importante olhar no manual a recomendação.

Os motoristas temem “pisar no vazio” – pisar no pedal do freio, não sentir resistência e não sentir nenhum dos efeitos esperados do freio. Este cenário assustador pode ser causado pela condição do fluido. Dependendo do tipo e duração do uso, as propriedades podem ser alteradas, reduzindo sua eficácia. Os especialistas da ZF Aftermarket têm dicas úteis sobre como verificar as condições do produto de maneira rápida e confiável. Com estas informações, as oficinas podem oferecer aos seus clientes uma segurança maior nos serviços.

O superaquecimento severo pode levar à falha total

O fluido é colocado no reservatório e passa pelo cilindro mestre, que transfere o mesmo pelas tubulações até chegar nas pinças de freio e cilindro mestre. Quando o pedal é pressionado, o líquido transfere a pressão e, portanto, suporta o efeito do servo de freio, quando, finalmente, ocorre a ação real de frenagem. Várias influências podem afetar significantemente a condição do produto ao longo do tempo. Por exemplo, o superaquecimento grave durante o uso dos freios gradativamente durante um longo período pode fazer com que o ponto de ebulição do líquido seja excedido. O resultado é uma reação evaporativa, que por sua vez pode levar à formação de bolhas. Quando o pedal é pressionado mais uma vez, as bolhas de ar são comprimidas, mas a força de frenagem é bastante reduzida e em alguns casos não é transmitida. A falta de transmissão de energia acaba levando a uma falha nos freios.

Outra razão para um sistema de freio danificado pode ser a entrada de água no circuito de freio. O ponto fraco neste caso frequentemente é a abertura de ventilação localizada na cobertura do tanque que fornece a ventilação necessária no caso de variação dos níveis do fluido. No entanto, a umidade também pode ser absorvida através desta abertura. A água também pode penetrar no tanque por meio desta abertura quando o motor é lavado ou o veículo é limpo. As mangueiras de freio e os elementos de vedação também podem ser responsáveis pelo aumento do teor de água no fluido, pois a água pode se difundir através deles.

Muita água no sistema de freio também causa corrosão, o que pode levar à necessidade de troca por um alto custo de toda a tubulação de freios, pistões e cilindros. Trocando regularmente o fluido a probabilidade de troca é reduzida e a economia garantida.

Para análise da quantidade de água encontrada no sistema de freio, pode ser usada uma ferramenta TRW que se chama “Teste Fácil”. Através deste teste simples, uma luz vermelha pode acender indicando a necessidade de troca do fluido devido a quantidade de água no sistema, ou uma luz verde acenderá, informando que o óleo está em perfeito estado de funcionamento e desempenho. Busque sempre uma oficina mecânica de confiança e solicite o teste.

Fonte: MM Editorial