Avaliação – Lifan X60 2013

      Nenhum comentário em Avaliação – Lifan X60 2013

Fotos: Marcus Lauria

A Lifan está investindo pesado no Brasil, primeiro a marca chegou com os modelos menores (320), passou para os sedans (620) e agora chega com um SUV (X60) com preço convidativo e desenho convincente. Pensando desta forma a marca chinesa pretende conquistar a confiança do consumidor brasileiro oferecendo mais ofertas nos vários segmentos do mercado. Após o encerramento da representante da marca por aqui, o Grupo Effa, a prórpia Lifan resolveu assumir a administração em nosso país, em outubro do ano passado e por isso, os modelos 320 e o sedã 620 deixaram de ser vendidos.

O X60 é produzido em SKD – montagem final de veículos que chegam parcialmente desmontados – no Uruguai e chega aqui importado com um preço muito competitivo em relação aos seus principais concorrente, por R$ 52.777, o bem equipado SUV chinês disputa o acirrado mercado com também chinês Chery Tiggo e os já conhecidos Renault Duster e Ford EcoSport.

Com um preço bem convidativo, o X60 não faz feio comparado aos seus concorrentes em relação aos seus equipamentos de série. Ele traz direção hidráulica com coluna de direção regulável em altura, trio elétrico, ar-condicionado, navegador GPS, sistema multimídia com tela de sete polegadas sensível ao toque com rádio/CD/DVD/MP3 e Bluetooth com comandos no volante ou por controle remoto. Além da útil câmera de ré, muito bem vinda para esse tipo de veículo.

Pensando em segurança, a marca chinesa não despreza nada, o X60 está equipado com e freios a disco nas quatro rodas com ABS e EBD e duplo airbag. O modelo não tem itens opcionais, sendo vendido em uma versão única em nosso mercado. O espaço interno é bem agradável, apesar da qualidade duvidosa dos plásticos aplicados no painel, portas e volante, que parece ser de plástico usado em brinquedos.

A manopla não fica fixa, e a cada passagem de marcha o pomo da manopla se mexe para os lados, comprometendo a segurança nas trocas. Também foi percebido um chocalho vindo do porta-malas, principalmente me ruas mais esburacadas, mesmo com o bagagito aberto.

O X60 é empurrado por um elástico motor movido a gasolina de quatro cilindros, 1.8 VVT 16V  ( comando variável de válvulas). O propulsor desenvolve 128 cv de potência a 6 mil rpm e torque de 16,8 kgfm a 4.200 rpm. Em conjunto está uma transmissão manual de cinco velocidades com bom escalonamento das marchas. Seu consumo médio foi de 8,2 Km/l, com uso somente na cidade, sempre com o ar-condicionado ligado.

Para segurar o grandalhão nas curvas, a chinesa Lifan usa suspensão independente nas quatro rodas, do tipo McPherson na dianteira e com braços triplos na traseira, que ajudam a deixar o carro sempre na trajetória, mas não é bom abusar muito, ele tem tendência a sair de frente em curvas mais fechadas. A marca pretende vender cerca de 400 unidades mensais do X60 até o final do ano. Para atender o consumidor, a marca tem 25 concessionárias no país, mas deve aumentar para 50 até dezembro.

CONTINUA NA PÁGINA 2

Deixe uma resposta