BMW Group completa 103 anos com muita história para contar

Uma pequena fábrica de motores para aviões que se transformou no principal provedor de produtos e serviços de mobilidade premium no mundo. O BMW Group celebra hoje o seu 103º aniversário. Uma jornada baseada na coragem de inovar, disposição em ir além, competir entre os melhores e topar grandes desafios. Com diversos eventos agendados para este ano, o BMW Group Classic fez uma retrospectiva dessa história repleta de realizações e conquistas. Acompanhe a seguir:

100 anos atrás: primeiro recorde é conquistado — nas alturas

O primeiro recorde da BMW foi conquistado quando o piloto de testes Franz Zeno Diemer decolou do Autódromo Oberwiesenfeld, em Munique (Alemanha), em seu avião impulsionado pelo motor BMW IV, de 230 cavalos de potência. Diemer conseguiu levar sua máquina à altitude de 9.760 metros em uma viagem de cerca de uma hora e meia. No cockpit aberto, o valente piloto enfrentou temperaturas abaixo de 50 graus e pouco oxigênio. Nunca um avião voara tão alto.

90 anos atrás: estreia nas quatro rodas

Após dez anos, a BMW já havia expandido o seu portfólio de produtos com motocicletas, e o próximo passo seria o negócio automobilístico. Empolgado com as perspectivas do mercado doméstico para carros, o então presidente da companhia, Franz-Josef Popp, comprou a montadora Fahrzeugfabrik Eisenach e, em 22 de março de 1929, o primeiro BMW 3/15 PS saiu da linha de montagem da fábrica de Berlim- Johannisthal. Quase 16 mil unidades do modelo foram produzidas até 1932.

60 anos atrás: o surgimento da MINI

Com seus primeiros rascunhos esboçados em guardanapo, o designer Alec Issigonis criou o primeiro MINI Clássico, que saiu das linhas de montagem da fábrica de Longbridge (Inglaterra) em 4 de abril de 1959. Revolucionário desde a concepção, o modelo compacto trazia um design totalmente novo para a época, motor transversal de quatro cilindros, tração dianteira e espaço suficiente para quatro ocupantes mais bagagem — configuração logo adotada pelas demais fabricantes. Além disso, ele oferecia um uso criativo do espaço na cabine, primor dinâmico e direção empolgante, atributos que permanecem até hoje no DNA da fabricante premium britânica.

60 anos atrás: reviravolta com o compacto BMW 700

Durante a década de 1950, o BMW Isetta e o BMW 600 já faziam parte do cotidiano dos motoristas alemães. Porém, as exigências crescentes dos clientes criaram a necessidade de desenvolver um novo carro pequeno, com design convencional, a fim de compensar a queda nas vendas. O designer automotivo e ex-piloto de corridas Wolfgang Denzel apresentou ao Conselho de Administração da BMW o projeto de um carro de duas portas, criado pelo designer italiano Giovanni Michelotti. O protótipo originou a plataforma para o BMW 700, apresentado pela primeira vez em 9 de junho de 1959. Em 1965, mais de 190 mil unidades do veículo haviam sido vendidas, e a BMW conseguiu reverter a sua situação financeira.

60 anos atrás: pequenos acionistas defendem a independência da BMW

Como dissemos, os anos 1950 foram marcados por dificuldades financeiras da BMW nas vendas de automóveis e motocicletas. Na Assembleia Geral Anual de 1959, a aquisição da empresa pela Daimler-Benz AG estava inclusive na pauta de discussões. Porém, o plano de reestruturação associado à aquisição foi contestado por muitos dos pequenos acionistas. Em meio às discussões, o advogado Friedrich Mathern descobriu inconsistências sobre os números oficiais da empresa, revelando que os custos de desenvolvimento do BMW 700, por exemplo, haviam sido injustificadamente incluídos no balanço patrimonial de 1958. Ele também criticou o fato de que o valor da marca BMW e de seus funcionários havia sido valorado muito baixo. A reunião foi então adiada, e a oferta de aquisição expirada. A BMW permanecia independente, mas a crise financeira não havia sido resolvida. O comprometimento do principal acionista da empresa, Herbert Quandt, forneceu a segurança necessária para seguir em frente. No ano seguinte, foi apresentado um novo plano de reestruturação que também levava em conta os interesses dos pequenos acionistas.

50 anos atrás: começa uma nova era de produção de motocicletas

Os motores aeronáuticos já vinham sendo fabricados na planta de Berlim sob a direção da BMW desde a década de 1930. Na época, o diretor técnico da época, Helmut Werner Bönsch, afirmou que a BMW estava construindo a melhor e mais avançada motocicleta do mundo havia anos. E foi realmente o caso. Os modelos BMW 50/5, BMW R 60/5 e BMW R 75/5 foram desenvolvidos como motocicletas esportivas de turismo com um design moderno, e tinham um chassi completamente novo, com garfo telescópico para a roda dianteira e suspensão variável nas rodas traseiras. E, pela primeira vez, os clientes podiam escolher entre versões com cores diferentes.

40 anos atrás: BMW M1 nas corridas Procar

O BMW M1 nasceu como um espetáculo mesmo parado. Porém, seu maior legado está nas pistas de corrida na série Procar, organizadas entre 1979 e 1980, como parte do aquecimento para as corridas do Campeonato Mundial de Fórmula 1 na Europa. Iniciadas pelo diretor administrativo da BMW Motorsport à época, Jochen Neerpasch, as provas logo caíram no gosto do público, e os próprios protagonistas também foram cativados pela ideia de Neerpasch de organizar corridas entre pilotos de Fórmula 1 e pilotos de carros de turismo pilotando veículos com engenharia idêntica e gerando 470 cavalos de potência. No dia 12 de maio de 1979, a primeira corrida na série Procar teve início na Bélgica, e na sequência outras 16 corridas ocorreram.

20 anos atrás: estreia mundial do BMW X5

Um veículo para todos os terrenos, do off-road à rodovia, com tração integral nas quatro rodas, desempenho e conforto de primeira classe: assim o BMW X5 foi apresentado, no outono de 1999, como o primeiro SAV (Veículo de Atividade Esportiva) do mundo. Depois de alguns meses, o BMW X5 Le Mans, um veículo experimental, demonstraria o seu enorme potencial para a condução dinâmica. Essa versão experimental tinha motor V12 que desenvolvia mais de 700 cavalos de potência. O piloto de corridas Hans-Joachim Stuck atingiu a bordo dele a velocidade máxima de 309 km/h, em volta no circuito de Nürburgring, na Alemanha. Vinte anos após a estreia do primeiro SAV, a família de modelos BMW X cresceu para sete séries de modelos. Em 2018, 37,3% das vendas totais da marca foram geradas pelos modelos BMW X.

20 anos atrás: BMW Z8 exerce um apelo fascinante com sua estética clássica

Em 1999, a BMW também apresentou um marco na sua rica história de roadsters. O estilo do BMW Z8, desenvolvido pelo designer dinamarquês Henrik Fisker, causou sensação em sua estreia mundial no Salão Internacional do Automóvel de Frankfurt, na Alemanha. As elegantes linhas lembram o lendário BMW 507, e o luxuoso cockpit chama atenção até hoje. As formas clássicas da carroceria vestiam uma engenharia inovadora do o capô: um propulsor V8 de 400 cavalos de potência. No total, 5.703 unidades do BMW Z8 foram fabricadas entre 2000 e 2003 na fábrica da BMW em Munique.

Fonte: BMW do Brasil

Deixe uma resposta