McLaren Senna GTR: a experiência definitiva de pilotar nas pistas

Apenas doze meses depois de ter sido exposto como carro conceito no Salão de Genebra, o McLaren Senna GTR é revelado como uma máquina de pista completa – sem concessões e sem restrições por regulamentações de tráfego ou de corrida.

Pertencente à Ultimate Series da McLaren Automotive, o carro mais focado para pistas evoluiu em áreas-chave para cumprir sua promessa de combinar potência de hipercarro e manuseio acessível com a aerodinâmica e chassi de um corredor puro-sangue. O resultado é uma máquina capaz de correr em circuitos com mais rapidez do que qualquer McLaren que não seja de Fórmula 1, proporcionando aos seus proprietários, de todos os níveis de habilidade, uma experiência de pilotagem inigualável.

O McLaren Senna GTR leva o McLaren Senna (que já é o carro mais leve, mais potente e mais focado em pista, construído pela McLaren, ainda que legalizado para rodar em estradas) vários passos adiante em termos de desempenho final. Sem as restrições das regras de estrada ou de corrida, o novo carro da Ultimate Series é mais potente, pesa menos, chega a incríveis 1.000 kg de carga aerodinâmica e usa suspensão derivada do programa de corridas GT3 da McLaren.

“O McLaren Senna GTR é um exemplo perfeito da nossa determinação de trazer aos nossos clientes a expressão definitiva do desempenho e da excitação da pilotagem em pista. O McLaren Senna foi projetado desde o início para ser um carro de pista extremo, mas o McLaren Senna GTR Concept de 2018 sugeriu quanto mais poderíamos ir. Agora, livres das restrições da legislação sobre carros de estrada e das regras de competição do automobilismo, chegamos aos limites do que é tecnicamente possível para avançar por completo a capacidade de pilotagem em circuitos para outro nível.” – Mike Flewitt, diretor executivo da McLaren Automotive

O McLaren Senna GTR, que se une ao McLaren Senna e ao McLaren Speedtail na Ultimate Series da marca, sucede a lendários antecessores: o McLaren F1 GTR, vencedor da 24 Horas de Le Mans em 1995, e o McLaren P1™ GTR de 2015, e mantém o nome que honra a memória do tricampeão mundial de Fórmula 1 pela McLaren, Ayrton Senna.

Cada novo McLaren Senna GTR oferece ao seu proprietário oportunidades virtualmente ilimitadas de personalização pela MSO (McLaren Special Operations), desde as cores existentes no portfólio MSO Defined até pinturas exclusivas e multicoloridas como uma comissão da MSO Bespoke que imagina uma expressão totalmente individual do talento artístico em carros de corrida.

Apenas 75 McLaren Senna GTR serão construídos no Centro de Produção da McLaren em Woking, no Reino Unido, com as primeiras entregas sendo feitas em setembro de 2019. Com preço de £ 1,1 milhão mais impostos, todos os carros estavam reservados a seus proprietários apenas algumas semanas após a abertura da carteira de pedidos aberta após a estréia do McLaren Senna GTR Concept no Salão Internacional do Automóvel de Genebra de 2018.

Fonte: LetraNova Comunicação

Deixe uma resposta